domingo, 9 de outubro de 2016

Um amor para recordar!

Já faz algum tempo que não escrevo, pois estou vivendo novamente a experiência da maternidade, e desde a descoberta da gravidez até o nascimento do meu bebê, meu dias não têm sido fáceis.

Ser mãe pra mim não é novidade, afinal já vivi a mesma experiência outras duas vezes. Mas garanto que os medos e anseios sobre os cuidados com o novo membro da família nunca acabam. Agora sou mãe de três: um pré-adolescente, uma criança geniosa e um bebê de forte personalidade.

Esse bebê é fruto de um amor maduro e lindo, meu pequeno tem um pai que tem se mostrado um ser humano extraordinário, um homem que me ama e cuida de mim e dos filhos que nem são dele com tanto carinho que me emociono só de falar, e não canso de agradecê-lo por isso. Esse homem não dorme uma noite inteira faz algum tempo, divide comigo os cuidados com o bebê e os afazeres da casa, não porque ele está me ajudando, mas porque ele entende que isso é obrigação dele também. O amo por ele estar aberto a novas aprendizagens e lutar contra o preconceito por conta de sua escolha em ser um homem que procura fugir das ditaduras do machismo e patriarcado.

Apesar de ter vivido tantas decepções, hoje posso dizer que é possível viver um relacionamento de respeito e liberdade dos pares. Isso pra mim é libertador, pois vivo uma história nova e leve, um amor que me completa, que não me subjuga e nem me impede de querer voar e alçar minhas conquistas. Esse amor tem me feito acreditar no destino, pois ele cruzou nossa história para que hoje pudéssemos dividir a experiência de amar incondicionalmente.

Gato, te amo e espero viver ao seu lado enquanto eu respirar, e que nos façamos bem até o fim.

Abço a tod@s
Por Priscila Messias
Postar um comentário